logoface  logoyoutube  logoinstagram 



Comissões promoveram palestras em alusão ao mês do idoso

Avalie este item
(0 votos)

A Comissão de Direito do Idoso em conjunto com a Comissão de Saúde da OAB Cascavel promoveu na última terça-feira (18), um evento em alusão ao Dia do Idoso, comemorado no dia 01 de outubro. A intenção foi aproximar os idosos dos advogados e repassar informações importantes para que os direitos da terceira idade sejam garantidos. “O que a gente procura é não usar muitos termos jurídicos, usar uma linguagem mais tranquila e falar sobre alguns direitos que muitas vezes eles desconhecem”, comenta o presidente da Comissão de Direito do Idoso, Eduardo Augusto de Oliveira.

O grupo de idosos participou de um coffe break e assistiu a três palestras. A advogada, empresária e palestrante Vanderléia Gonçalves abriu a noite falando sobre um tema que gerou bastante reflexão: qualidade de vida depois dos 60 anos. “Os paradigmas da época que essas pessoas nasceram ainda são dificuldades para que a qualidade de vida seja assegurada. Com a globalização e a tecnologia, muitas coisas mudaram e tem gente que continua com o mesmo pensamento. Então, chega uma fase da vida que nós precisamos passar essa etapa de desenvolvimento, desapegando de algumas crenças que nossos pais e avós nos passaram. É importante conversar com eles sobre afetividade, relacionamentos, alimentação, exercícios, sonhos, metas. Sem isso, os idosos acabam desenvolvendo depressão, sentimento de abandono, de falta de amor”, comenta Vanderléia.

Já a advogada Amália Pereira Nóbrega, que já ocupou o cargo de presidente da Comissão de Direito do Idoso, usou a experiência própria para exemplificar como os idosos devem agir no dia a dia para que os direitos sejam respeitados. “Uma coisa pequena que às vezes as pessoas não reivindicam é a vaga de estacionamento de idosos. O idoso não precisa estar na direção, tendo a credencial, ele pode ser acompanhado por algum familiar. Mas as pessoas não costumam respeitar isso”, relata.
Para complementar as informações da noite, a advogada Maria Fernanda Macanhão palestrou sobre itens do Estatudo do Idoso. “Precisamos orientá-los sobre os golpes que os idosos frequentemente acabam caindo. E um assunto que é bem novo e que precisa ser tratado também é a alienação parental na terceira idade”, explica Maria Fernanda.

Durante o evento, foram arrecadados alimentos que vão ser encaminhados para o Abrigo São Vicente de Paulo. E além dessa atividade, a Comissão de Direito do Idoso vem rotineiramente trabalhando em outras questões. “Estamos trabalhando para combater os asilos clandestinos e para manter a gratuidade do transporte coletivo que os vereadores de Cascavel já tentaram derrubar”, detalha o presidente da Comissão.